Companhia aérea regional tem solução para falta de pilotos

A Mesa Airlines comprou 29 aeronaves de dois lugares para seu programa de desenvolvimento de pilotos como parte de seus esforços para combater a atual escassez de pilotos, anunciou a companhia aérea regional na quinta-feira.

Os aviões ajudarão a construir o programa de desenvolvimento de pilotos da companhia aérea, que visa fornecer aos pilotos uma oportunidade acelerada de ganhar as 1.500 horas de voo exigidas pela Administração Federal de Aviação para pilotar aeronaves comerciais, de acordo com um comunicado de imprensa da Mesa Airlines. Além disso, a companhia aérea pode comprar mais 75 aeronaves no próximo ano.

FAA NEGA PEDIDO PARA CORTAR HORAS DE TREINAMENTO DE VOO, CITANDO PREOCUPAÇÕES DE SEGURANÇA

De acordo com a Mesa Airlines, a aeronave recém-adquirida começará a operar no próximo mês na Flórida e depois no Arizona. A frota terá capacidade para até 2.000 horas de voos diários de colheitadeiras e mais de 1.000 pilotos por ano quando estiver totalmente operacional, disse.

piloto de companhias aéreas do sudoeste

Pilotos da Southwest Airlines realizam uma pré-verificação em uma aeronave 737 antes de um voo no Aeroporto Nacional Ronald Reagan Washington. (Foto AP/Mike Stewart) (Foto AP/Mike Stewart/Getty Images)

“A falta de pilotos pode se tornar uma característica permanente do setor aéreo”, disse o CEO da Mesa Airlines, Jonathan Ornstein, em comunicado. “É matemática básica. Se não houver pilotos treinados o suficiente, os clientes sofrem com a perda de serviço e os preços altos dos ingressos.”

As companhias aéreas registraram um declínio de 4% no número de pilotos desde 2019. Mais de 14.000 pilotos precisariam ser contratados a cada ano por dez anos para acompanhar a escassez, informou o Bureau of Labor Statistics.

DOT LANÇA PAINEL PARA VIAJANTES IMPACTADOS POR INTERRUPÇÕES DE VOO ANTES DO DIA DO TRABALHO

A escassez de pilotos e outras companhias aéreas, o clima inclemente e outros fatores causaram estragos nos voos nos últimos meses, levando as companhias aéreas a aumentar a contratação e reduzir os horários dos voos para combater atrasos e cancelamentos.

Um voo marcado como cancelado no quadro de partidas do Aeroporto Nacional Ronald Reagan Washington, quarta-feira, 29 de dezembro de 2021, em Arlington, Virgínia (AP Photo/Alex Brandon) (AP Photo/Alex Brandon/AP Newsroom)

A Mesa Airlines disse que seu programa de desenvolvimento de pilotos visa ajudar a reduzir a escassez de pilotos. Por meio do programa, pilotos qualificados terão até 40 horas de voo semanais e benefícios como status prioritário para emprego na companhia aérea, segundo a empresa.

SATISFAÇÃO DO CLIENTE COM AEROPORTOS NORTE AMERICANOS CAI EM 2022: JD POWER

A companhia aérea financiará os custos de voo de US$ 25 por hora para os pilotos enquanto estiverem trabalhando em suas certificações, com os pilotos se comprometendo a pagar os custos ao longo de três anos com juros zero enquanto trabalham para a empresa, disse a Mesa Airlines no comunicado.

“Nosso programa será o mais econômico e uma das rotas mais rápidas para uma carreira de longo prazo como piloto profissional”, disse John Hornibrook, vice-presidente sênior de operações de voo da Mesa Airlines, em comunicado. “Queremos tornar o mais fácil possível para um novo campo de candidatos ingressar no Mesa, incluindo e especialmente pessoas que podem não ter tradicionalmente considerado a aviação”.

Leave a Comment