Cuba: Relâmpago incendeia fazenda de tanques de petróleo

HAVANA –

Um incêndio provocado por um raio em uma instalação de armazenamento de petróleo atingiu descontrolado no sábado na cidade de Matanzas, onde quatro explosões e chamas feriram quase 80 pessoas e deixaram 17 bombeiros desaparecidos, disseram autoridades cubanas.

Bombeiros e outros especialistas ainda estavam tentando conter o incêndio na Base de Superpetroleiros de Matanzas, onde o fogo começou durante uma tempestade na noite de sexta-feira, twittou o Ministério de Energia e Minas. O governo disse mais tarde que pediu ajuda a especialistas internacionais em “países amigos” com experiência no setor petrolífero.

O vice-chanceler Carlos Fernandez de Cossio disse que o governo dos EUA ofereceu ajuda técnica para conter o incêndio. Em sua conta no Twitter, ele disse que a “proposta está nas mãos de especialistas para a devida coordenação”.

Minutos depois, o presidente Miguel Díaz-Canel agradeceu ao México, Venezuela, Rússia, Nicarágua, Argentina e Chile por suas ofertas de ajuda.

A agência oficial de notícias cubana disse que um raio atingiu um tanque, iniciando um incêndio, e as chamas depois se espalharam para um segundo tanque. Enquanto helicópteros militares sobrevoavam jogando água sobre as chamas, uma densa coluna de fumaça preta subia da instalação e se espalhava para oeste por mais de 100 quilômetros (62 milhas) em direção a Havana.

Roberto de la Torre, chefe de operações de incêndio em Matanzas, disse que os bombeiros estavam pulverizando água em tanques intactos tentando mantê-los frescos na esperança de evitar que o fogo se espalhasse.

A página do Facebook do governo provincial de Matanzas disse que o número de feridos chegou a 77, enquanto 17 pessoas estão desaparecidas. A Presidência da República disse que os 17 eram “bombeiros que estavam na zona mais próxima a tentar impedir a propagação”.

Sete dos feridos foram levados para o Hospital Calixto Garcia, em Havana, que tem uma importante unidade de queimados.

O acidente ocorre enquanto Cuba luta com a escassez de combustível. Não houve informações imediatas sobre a quantidade de petróleo que havia queimado ou estava em perigo na instalação de armazenamento, que tem oito tanques gigantes que armazenam o óleo usado para abastecer usinas geradoras de eletricidade.

“Eu estava na academia quando senti a primeira explosão. Uma coluna de fumaça e fogo terrível subiu pelos céus”, disse o morador Adiel Gonzalez à Associated Press por telefone. “A cidade tem um forte cheiro de enxofre.”

As autoridades disseram que cerca de 800 pessoas foram evacuadas do bairro de Dubrocq mais próximo do incêndio, enquanto Gonzalez acrescentou que algumas pessoas decidiram deixar o distrito de Versalhes, que fica um pouco mais distante do tanque.

Muitas ambulâncias, policiais e bombeiros foram vistos nas ruas de Matanzas, cidade com cerca de 140.000 habitantes que fica na baía de Matnzas.

Diaz-Canel viajou para a área do incêndio no início do sábado, disseram autoridades.

O meteorologista local Elier Pila mostrou imagens de satélite da área com uma densa nuvem de fumaça preta movendo-se do ponto do incêndio para o oeste e chegando ao leste de Havana.

“Essa pluma pode ter cerca de 150 quilômetros de extensão”, escreveu Pila em sua conta no Twitter.

Leave a Comment