Elon Musk define o recorde direto sobre as ações de Sam Bankman-Fried e Twitter da FTX: ‘Ele possui zero por cento’

O CEO do Twitter, Elon Musk, está estabelecendo o recorde sobre o desgraçado fundador da FTX, Sam Bankman-Fried, e sua suposta propriedade de ações do Twitter.

Em uma série de tuítes na tarde de quarta-feira, Musk denunciou uma reportagem de “notícias falsas” que alegava que Bankman-Fried transformou seus US$ 100 milhões em ações do Twitter, quando era público, em ações privadas.

Musk desacreditou um relatório, escrito por Liz Hoffman, da Semafor, alegando que Bankman-Fried “possui uma parte considerável de um Twitter agora privado e carregado de dívidas”. Hoffman citou um “balanço da FTX preparado após o fechamento da aquisição em 28 de outubro e distribuído aos investidores no início deste mês”.

Sede de Musk e Twitter

A sede do Twitter é vista em São Francisco, Califórnia, Estados Unidos, em 27 de outubro de 2021. (Ilustração fotográfica de Tayfun Coskun/Agência Anadolu via Getty Images/Getty Images)

“SBF/FTX não possui ações no Twitter”, disse Musk em um tweet, respondendo ao relatório.

COMO A FTX COMPROU SEU CAMINHO PARA SE TORNAR A TROCA DE CRIPTOGRAFIAS ‘MAIS REGULADA’

Ele acrescentou: “Houve um tempo em que você se importava com a verdade. Isso já passou.”

Em outro tweet, Musk chamou a alegação de “totalmente errada” e disse que não havia “área cinzenta” sobre se a FTX ou o Bankman-Fried possuíam ações de sua empresa.

Musk continuou a desmascarar as alegações à medida que circulavam mais no Twitter.

Uma foto de Sam Bankman-Fried

Sam Bankman-Fried, cofundador e CEO da FTX, em Hong Kong, China, na terça-feira, 11 de maio de 2021. (Fotógrafo: Lam Yik/Bloomberg via Getty Images/Getty Images)

O editor-chefe da Semafor, Ben Smith, defendeu a reportagem de sua agência e produziu a suposta troca privada entre Musk e Bankman-Fried, onde Musk parece encorajar o fundador da FTX a lançar suas ações.

Musk respondeu negando mais uma vez que o capotamento ocorreu.

STUART VARNEY: SAM BANKMAN-FRIED JOGOU O ‘JOGO’ DO CLIMA POR DINHEIRO

“Todos os proprietários públicos do Twitter foram autorizados a lançar suas ações no Twitter como uma empresa privada, mas ele não o fez”, escreveu ele. “Seu relatório fez soar falsamente como ele, quando na verdade ele possui 0%”

Um sinalizador de “contexto adicionado” foi posteriormente adicionado ao tweet de Smith.

O logotipo da FTX

O logotipo da FTX em uma tela de computador organizada em Barcelona, ​​Espanha, na terça-feira, 15 de novembro de 2022. (Angel Garcia/Bloomberg via Getty Images/Getty Images)

No início do dia, Musk desacreditou uma afirmação semelhante publicada pelo Business Insider.

“Sam Bankman-Fried supostamente possui uma participação de US$ 100 milhões no Twitter de Elon Musk”, dizia uma manchete do jornal.

OBTENHA O FOX BUSINESS EM MOVIMENTO CLICANDO AQUI

Ao que Musk respondeu: “[Business Insider] não é uma publicação real.”

O FTX entrou em colapso na semana passada depois que o Bankman-Fried lutou para levantar fundos de emergência depois que o FTX ficou sob supervisão regulatória. A empresa falhou em proteger seus clientes e investidores, que coletivamente enfrentam perdas de bilhões de dólares.

Leave a Comment