Itália x Inglaterra: Liga das Nações – ao vivo | Liga das Nações

Principais eventos

43 minutos: Outra cobrança de falta de Foden da esquerda. Este é melhor, em direção a Rice, na borda direita da caixa de seis jardas. Bonucci é forçado a desviar a atenção para um escanteio, mas isso nunca será cobrado, porque o apito vale para um empurrão. Rice realmente não fez muito errado lá, e parece compreensivelmente irritado.

42 minutos: Kane recebe uma quantidade absurda de espaço para correr. Ele anda pelo meio, pensa em passar, pensa de novo, então pula por cima da barra de 30 jardas. Donnarumma observa calmamente a bola sair voando.

40 minutos: A Itália empurra a Inglaterra de volta. Acerbi ameaça pelo canal interno esquerdo, mas Foden entra na estrada e ganha uma cobrança de falta. A pressão sobre a Inglaterra é liberada.

38 minutos: Scamacca rebateu uma bola longa para Cristante, que chutou pela primeira vez para o gol. Ele desvia do perigo, nas costas de seu próprio homem Scamacca.

37 minutos: Bellingham encontra o canto na borda da área, mas só pode enviar um segurança fraco para Donnarumma. A Inglaterra subitamente deu um salto.

36 minutos: Bellingham abre caminho pela direita e ganha um canto para a Inglaterra. James pega. Mais bagatela. Dimarco é forçado a sair para outra curva do mesmo lado. James para tomar novamente.

35 minutos: Pontapé livre para Inglaterra na ala esquerda. O tiro livre de Foden é anulado pela metade. James, brincando no flanco direito interno, tem um golpe especulativo. A bola passa pela área italiana e sai para o que deveria ser um escanteio… mas o árbitro marca um tiro de meta.

33 minutos: Mancini abraça a linha lateral e dá conselhos incisivos a Dimarco. Ele não está nada feliz com sua equipe.

31 minutos: A Inglaterra está desfrutando da (três) maior parte da posse de bola – 57 por cento até agora –, mas a Itália parece ter mais chances de abrir o placar. Não que qualquer um dos goleiros tenha tido muito trabalho significativo a fazer.

Gareth Southgate
Fotografia: Michael Regan/Getty Images

30 minutos: Dimarco tem outra jogada pela esquerda e ganha um escanteio de James. Ele mesmo pega, e a entrega é uma carne terrível e fácil para Pope.

29 minutos: É Bellingham contra Raspadori novamente. Desta vez, o meio-campista da Inglaterra derruba seu homem a 30 jardas do gol. A Itália decidiu não enviar a cobrança de falta direto para a área, em vez disso, trabalhou a bola para a esquerda para Dimarco, que cruzou longamente. Barella impede a bola de cruzar a linha de fundo à direita do gol, mas não há ninguém de azul para aproveitar sua retirada.

27 minutos: Barella encontra-se em muito espaço à direita. Ele olha para cima e rola para dentro do campo para Raspadori, no espaço na marca do pênalti. Raspadori dá um toque ruim e perde a oportunidade de atirar. Bellingham intercepta e limpa. Por uma fração de segundo, a Inglaterra estava em apuros lá.

25 minutos: Sterling dribla para a área pela esquerda, mas não há como passar por Di Lorenzo e Jorginho. A porta se fecha e Sterling dá um tapa em Di Lorenzo, frustrado.

23 minutos: A Hungria assumiu a liderança na Alemanha. Adam Szalai o artilheiro. Do jeito que as coisas estão, a Hungria vencerá o Grupo A3.

Adam Szalai coloca a Hungria na frente contra a Alemanha.
Adam Szalai coloca a Hungria na frente contra a Alemanha. Fotografia: Alexander Hassenstein/Getty Images

21 minutos: Cristante faz um passe simples direto para um lance. Mancini salta para cima e para baixo. A razão para essa reação um pouco mais clara.

19 minutos: Está tudo meio bagunçado agora. Bonucci vem pelas costas de Kane. Na linha lateral, Southgate aplaude. Não faço ideia do porquê.

17 minutos: Nada vem do canto.

16 minutos: Raspadori rola a bola ao lado de Barella, que é cortado por Saka e não precisa de muita persuasão para cair. Uma cobrança de falta ao lado da área da Inglaterra. Dimarco e Raspadori se revezam no manequim, correndo em círculos absurdos, então Dimarco finalmente bate na batedeira. Mal executado e absurdo. A bola desvia para um canto da Itália.

14 minutos: A Inglaterra se acomodou após aquele começo instável. Eles pingam a bola, provocando alguns assobios dos torcedores da casa. Kane corta pela direita e tenta fazer as coisas acontecerem em uma caixa lotada. Itália enxame e fechou a porta. Kane tenta novamente pela esquerda. Também não há sorte. Mas isso é muito melhor dos visitantes.

12 minutos: Inglaterra recicla a posse de bola, Sterling flutuando da esquerda. Maguire, que ficou acordado após a cobrança de falta, cabeceia suavemente no alvo. Donnarumma pega sem barulho.

11 minutos: A entrega de Foden não é boa, não conseguindo vencer o primeiro homem.

10 minutos: Jorginho cruza da direita. Muito perto de Pope, que afirma sem problemas. A Inglaterra sobe pelo outro lado através de Sterling, que sofre uma falta quando desce pela esquerda. Pontapé livre. Todos se alinham na beira da caixa italiana.

8 minutos: San Siro não está cheio, então a atmosfera não é muito boa, embora a Itália continue a dominar a posse de bola.

Jorginho na bola
Fotografia: Alberto Lingria/Reuters

6 minutos: Inglaterra estão por toda a loja. Scamacca se vira e entra em uma enorme lacuna no meio do campo. Ele tem opções para ambos os lados, mas decide dar um tiro mais cedo, e envia um screeching polegadas de largura do poste esquerdo. Não tenho certeza se Pope estava chegando a isso, se tivesse sido no alvo.

5 minutos: A Itália começou muito brilhante. Dimarco entra pela esquerda. Scamacca sobe acima de Maguire no stick mais distante e envia uma cabeçada para o canto superior direito. Pope desesperadamente tira a bola por baixo do travessão e Maguire concede um canto. A Inglaterra lida com isso com bastante facilidade.

4 minutos: A Inglaterra está quase desfeita por uma simples bola no meio. Maguire avança, e Raspadori foge. Raspadori dá um tiro direto em Pope, que defende bem. Em seguida, a bandeira sobe para impedimento. Acontece que Maguire executou a armadilha perfeitamente.

3 minutos: Barella encontra um pouco de espaço na direita e tenta liberar Dimarco no outro flanco com um passe diagonal. A bola voa inofensivamente fora de jogo.

1 minuto: Cristante deixa uma coisinha em Foden, que sentiu. Uma jogada de abertura ousada para um jogador a um cartão amarelo da suspensão.

A Inglaterra dá o pontapé inicial. O árbitro desta noite expulsou Harry Maguire e Reece James na última vez que comandou um jogo da Inglaterra (contra a Dinamarca em Wembley em 2020).

Antes do jogo, um momento de silêncio em memória da rainha Elizabeth II e das vítimas da recente enchente na Itália. Respeitosamente observado.

As equipes estão fora! A Itália usa seu famoso azul, enquanto a Inglaterra usa seu novo uniforme da Copa do Mundo, branco com dragonas azuis. A ação está a apenas alguns hinos nacionais de distância. (Deus Salve o Rei ainda não tropeça na língua, não é? Velhos hábitos, tudo isso.)

Gareth Southgate fala com o Canal 4: “Buscamos um nível de desempenho, essa é a chave. É um grande palco para vir e jogar, contra os principais adversários. Harry Maguire parece estar em um bom lugar com seu treinamento, e não é como se ele estivesse dez semanas sem jogo. Sentimos que houve um bom processo com Jude Bellingham, entrando no Campeonato Europeu, depois começando, depois começando alguns jogos maiores.”

Bukayo Saka tem uma palavra rápida com o Canal 4. “Chegamos bastante positivos. O futuro é mais importante que o passado. Não podemos mais controlar o passado. Esses jogos são muito importantes, os dois últimos antes da Copa do Mundo, então queremos muito vencer os dois. Essa é a nossa mentalidade.”

Imagine estar na sala quando eles concordaram com o storyboard para isso.

A Itália tem três jogadores que estão a um cartão amarelo de perder o jogo da próxima semana na Hungria: Bryan Cristante, Nicolò Barella e Alessandro Bastoni.

A Inglaterra tem cinco jogadores que perderão a visita da Alemanha caso vejam amarelo esta noite: Kyle Walker, Reece James, Harry Maguire, Jack Grealish e James Ward-Prowse.

Ambas as equipes estão saindo de um esconderijo – a Inglaterra derrotou por 4 a 0 para a Hungria, a Itália venceu por 5 a 2 na Alemanha –, então há muitas mudanças. Gareth Southgate faz seis, com Eric Dier recebendo sua primeira internacionalização desde novembro de 2020, Harry Maguire retornando apesar de não ter sido titular em nenhum dos últimos quatro jogos do Manchester United na Premier League, Nick Pope substituindo o lesionado Jordan Pickford e Declan Rice, Raheem Sterling e Phil Foden também começando. Roberto Mancini faz sete mudanças, com o retorno do meio-campista do Chelsea, Jorginho, e o atacante do West Ham, Gianluca Scamacca, substituindo o lesionado Ciro Immobile.

As equipes

Itália: Donnarumma, Di Lorenzo, Bonucci, Acerbi, Toloi, Cristante, Jorginho, Dimarco, Raspadori, Scamacca, Barella.
Subs: Meret, Vicario, Luiz Felipe, Pobega, Frattesi, Gnonto, Emerson, Zerbin, Grifo, Gabbiadini, Esposito, Bastoni.

Inglaterra: Pope, James, Dier, Maguire, Walker, Bellingham, Rice, Sterling, Foden, Saka, Kane.
Subs: Ramsdale, D Henderson, Trippier, Shaw, Grealish, Coady, Ward-Prowse, Tomori, Mount, Bowen, Alexander-Arnold, Abraham.

Juiz: Jesús Gil Manzano (Espanha).

Preâmbulo

A última vez que a Inglaterra jogou, isso aconteceu…

… então, bem, você sabe. De fato, a Inglaterra está em uma derrapagem de quatro partidas sem vencer, tendo feito uma bagunça terrível no Grupo A3 da Liga das Nações até agora. Derrotas em casa e fora contra a Hungria, um empate feliz na Alemanha e algum tédio sem gols em Wolverhampton contra a Itália colocaram a equipe de Gareth Southgate no fundo da tabela. Se eles perderem em San Siro esta noite, eles serão retirados da primeira divisão com extremo preconceito. Em outras palavras, é hora do gameface. A largada é às 19h45 BST. Está ligado!

Leave a Comment